OCUPANDO O LATIFÚNDIO ELETROMAGNÉTICO

“A DITABRANDA AINDA É DURA” – Democratizar a Comunicação!

Vandalizemos a mídia empresarial e democratizemos a comunicação de uma vez por todas!

Cobertura do Grupo Folha  sobre a guerrilha durante a Ditadura Militar

Cobertura do Grupo Folha sobre a guerrilha durante a Ditadura Militar

Se a grande mídia neobandeirante golpista há muito remói, saudosa, o fim da dita “branda”, este ano a situação atingiu (novamente) o absurdo, com os dois maiores jornais de São Paulo – ou seriam panfletos? – dando uma ordem clara à polícia – ou seriam abutres? – sobre como exercer seu papel explicitamente intolerante nas manifestações. Em dois editoriais estrategicamente coordenados, publicados no mesmo dia 13 de junho de 2013, o Estadão e a Folha de São Paulo deixaram claro de que lado estão no confronto cada vez mais violento entre tiranos e oprimidos.

A resposta por parte da polícia não poderia ter sido mais obediente: distribuição aleatória de balas de borracha, gás lacrimogênio, spray de pimenta. Prisões arbitrárias por porte de vinagre. Também não foi surpresa a violência policial, que só levou para o foco das câmeras uma parte da truculência diária que mata, prende, humilha e tortura nas quebradas das grandes cidades brasileiras. Ao ser transposta para a Avenida Paulista, a violência policial atingiu inclusive jornalistas agentes dos próprios diretores do espetáculo feroz da repressão: a grande mídia autoritária, que se nega a noticiar o genocídio nas periferias e saliva com o caso de uma família militarizada assassinada pela mão infantil da corrupção policial.

Quem dera fosse esse o único caso em que os veículos da mídia empresarial tenham se despido de sua falsa roupagem democrática. Apoio à ditadura civil-militar brasileira (1964-2013, e além…); censura declarada à voz dxs trabalhadorxs e abertura irrestrita às opiniões patronais; perseguição política e declarada aos que emitem posição contrária às ideias distorcidas do folhetim, como o blog Falha de São Paulo, severamente punido devido aos anseios monopolistas predominantes entre as empresas de comunicação no Brasil.

É nítido o esforço realizado para diminuir a visibilidade das mazelas enfrentadas pelos moradores das periferias, muito além do contraste observado na cobertura dos protestos de junho. Chacinas provocadas pela polícia, dificuldades com o transporte coletivo, altos preços de aluguel e IPTU em regiões com carência de serviços públicos básicos, incêndio de favelas, expansão do encarceramento entre jovens ao longo dos últimos 20 anos, violência contra as mulheres, entre diversos outros problemas. Tudo isso simplesmente ignorado pelos fabricantes de opinião pública.

Ato: “A DITABRANDA AINDA É DURA”

 

Democratizar a Comunicação!

 

“as chamadas “ditabrandas” -caso do Brasil entre 1964 e 1985- partiam de uma ruptura institucional e depois preservavam ou instituíam formas controladas de disputa política e acesso à Justiça” (Editorial Folha de São Paulo 17 de fevereiro de 2009).

11 famílias donas da mídia no Brasil

11 famílias donas da mídia no Brasil

O “acesso à Justiça” que o oligopólio da mídia brasileira defende foi e é amparado pela violência policial e pelo controle/censura de circulação das informações. Por isso, no dia 11 de setembro de 2013 (quarta-feira), a partir das 17:00, dia em que será lembrado o 40º aniversário do golpe militar contra um governo socialista eleito por vias eleitorais no Chile, o coletivo Osama Bin Reggae convida todxs a se somar ao ato na Rua Barão de Limeira, centro de São Paulo, em frente à sede do Grupo Folha, pela democratização extrema dos meios de comunicação (TV, Rádio, Internet, Telefonia) e contra a cobertura jornalística que legitima a violência de Estado.

A comunicação é um direito de todo ser humano e não pode ser propriedade privada de 11 famílias (quadrilhas) no Brasil! Durante as manifestações de 2013 as máscaras caíram definitivamente. Não vamos voltar a ser enganados pelas máquinas de fazer informação.

Chega de mentir sobre o apoio à ditadura civil-militar!

Chega de Falha! Fora Folha!

Democratização absoluta dos Meios de Comunicação

Pelo fim da ABERT!

Pelo fim da PM e da Polícia Civil!

 ATO PELA DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA “A DITABRANDA AINDA É DURA” – DIA 11/09 (quarta) EM FRENTE A FOLHA (Alameda Barão de Limeira, 425. Campos Elíseos) – CONCENTRAÇÃO 17 HORAS!

Efeito dominó

Efeito dominó

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*